Quer dar adeus ao Internet Explorer?

Navegadores alternativos ao Internet Explorer

Existem diversos browsers (navegadores) alternativos para quem deseja abandonar o Internet Explore, e uma coisa é certa: você não irá se arrepender de tomar essa decisão.

Existem aqueles que aman e também aqueles que odeiam o Internet Explorer. Mas, certamente, não há quem goste de viver sem opção. Por isso, preparamos uma lista de navegadores alternativos para quem quer deixar de usar o browser da Microsoft.

Lembre-se de que deixar de usar não significa excluir o IE. Aliás, esta opção não é recomendada pela fabricante (e nem por quem já tentou fazê-lo). Como o Internet Explorer faz parte do Windows, eles funcionam de forma integrada, não sendo possível removê-lo completamente do Windows.

Uma alternativa é tentar excluir o Internet Explorer pelo caminho normal (o “Instalar e remover programas”, do painel de controle). Neste caso, você irá apenas apagar os atalhos e ficar com a sensação de que o programar se foi – o que até pode ser uma boa ideia se você realmente não quiser mais usá-lo.

De qualquer forma, não é preciso sumir com um aplicativo para experimentar seus concorrentes, certo? Por isso, abaixo segue uma breve lista de navegadores alternativos (mas cada vez mais populares) que podem substituir o Internet Explorer. Veja a seleção e escolha o seu:

Mozilla Firefox

O projeto deste navegador baseado nos conceitos do software livre começou em 2002, mas só em 2004 ele passou a ser conhecido pelo nome atual. Criado de forma colaborativa por desenvolvedores espalhados pelo mundo, o aplicativo da Fundação Mozilla começou a se destacar devido à possibilidade de se acrescentar extensões ao programa principal, conseguindo novas funcionalidades. É um dos principais concorrentes do Internet Explorer e possui atualmente cerca de 20% do mercado de navegadores. Pode ser baixado gratuitamente no site da br.mozdev.org

Google Chrome

Desenvolvido pela Google com base em componentes de código aberto, o Chrome merece destaque pelo seu design simples, fácil de usar, leve e bastante seguro. O browser foi lançado no final de 2008 em versão beta para Windows e atualmente é o navegador mais usado no mundo. O navegador também conta com sistema de sincronização de configurações entre os dispositivos aonde o usuário tem o Google Chrome instalado. Baixe gratuitamente no site oficial.

Opera

Criado pela empresa estatal de telecom norueguesa Telenor em 1994, hoje é um aplicativo desenvolvido pela Opera Software. Conhecido por suas constantes inovações, traz a maior parte dos recursos oferecidos pelos demais navegadores. Existem versões para PDAs, smartphones e videogames. Pode ser baixado gratuitamente no site oficial.

Safari

Desenvolvido pela Apple, o Safari é o navegador padrão do Mac OS e detém cerca de 8% do mercado mundial de browsers. Desde 2007, existem versões do software para ser usado também no Windows, porém, há a necessidade de se utilizar plug-ins para que todas as funções operem corretamente. No site da Apple é possível baixá-lo de graça.

 

Concluindo

Além de serem ótimas alternativas ao Internet Explorer, navegadores alternativos como o Mozilla Firefox e o Google Chorme possuem um ciclo de atualização automática. Assim quando os desenvolvedores detectam alguma flalha de segurança ou querem lançar alguma novidade, essa atualização será enviada e instalada automaticamente.

Frequentemente encontramos em sites de tecnologia notícias de falhas de segurança no Internet Explorer, por ser um navegador usado em muitos computadores antigos, ele é alvo frequente de ataque dos criminosos digitais (crackers), então a resposabilidade de atualizar o browser de internet fica por conta do usuário.

Publicado em 21 de Fevereiro de 2009 | Deixe seu comentário
Palavras-chave: , , , ,

Quer receber em primeira mão tudo o acontece por aqui?

Então curta nossa página no Facebook, siga-nos no Twitter.

Se preferir, receba atualizações no seu e-mail:

Suas informações ficarão 100% seguras.

Rudinei

Rudinei

Técnico em informática, empresário e entusiasta de tecnologias livres. Trabalha desde 2005 com Desenvolvimento Web, Suporte Técnico em Informática e está estudando constantemente para o aperfeiçoamento profissional.

Outras publicações do autor (223)

Deixe seu comentário

Website